Picture SNOWSHOEING IN SANTA FE (NEW MEXICO, USA, March 2010)

Vicky Mundo Afora ou Mundoafora? Nao importa. É vida de imigrante. O mundo eh tao grande. Por que deveria passar minha vida inteira no Rio de Janeiro? Preciso viver e falar outras linguas, viver com e como outras pessoas. Um dia eu volto. Para onde? Ora, para casa. Onde eh casa mesmo?



Picture credits on this blog go to my lovely husband, who has never enough of beautiful and interesting views all over the world. If a picture is not his, it will be linked to its original source.

Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 4 de setembro de 2011

Inverno Glacial - O Que e Como Vestir

Alguém já me disse anos atrás: "Nao existe frio, existe roupa inadequada".  Para enfrentar um inverno glacial, O QUE e COMO vestir é muito importante. Eu nao devo ter sido a única a vestir várias camadas de pullovers de la na esperanca de parar de sentir frio, e ficar frustrada porque parece que nada adianta. A culpa nao é do pullover, mas da forma inadequada como foi usado.  É importante também descobrir como é o frio que voce sente, se para voce os pés estao sempre gelados, ou se é mais importante cobrir os bracos, por exemplo.  O truque, simples, sao as camadas, cada uma com uma funcao específica para manter voce bem protegido.

Antes da minha primeira vez no exterior eu fui a Loja de Inverno, no Rio, procurar algo que me ajudasse nessa empreitada. Nao viajei no inverno, mas no outono, o que em se tratando de Londres para uma brasileira friorenta, a sensacao era de inverno mesmo.  Minha chefe me emprestou o casacao de inverno dela, e na loja fui apresentada a roupa térmica.  Comprei também uma legging de la, pullover de la com gola alta, gola/echarpe de la. E outra amiga me emprestou luvas, gorros e boinas.  Nao foi um mal comeco de enchoval de inverno, mas alguns materiais estavam equivocados. As meias de la das feirinhas de artesanato nao aguentam muito tempo e nao sobreviveram inteiras aos dois meses que passei fora.  Os sapatos que levei foram tenis e botas.  Como era outono, foi o suficiente. Se fosse inverno, precisaria de algo mais.

Sem saber, acabei comprando realmente o básico do que se precisa para enfrentar o frio: a roupa térmica. Porém, tinha um defeito fundamental: o tecido era 100% algodao e um número maior do que eu vestia. O algodao faz com que a sua pele se mantenha húmida - e voce, sentindo frio. E a roupa térmica deve sempre ser justa no corpo.  Por isso, aprenda com o erro dos outros: algodao no verao somente, nao o use quando sentir frio.

Roupa Térmica multi-uso: 
um ótimo pijama quando vamos acampar

ou uma blusa para usar com uma calca de la, no outono

A roupa térmica é a primeira camada que voce deve vestir sobre a pele já bem hidratada.  Formada por uma ceroula e uma camiseta, que devem ser justas mas confortáveis e feitas de tecido sintético, la (prefira merino, pois é mais leve) ou cashmere, permitindo assim que o tecido absorva a humidade da sua pele, conservando calor.  Esse é o mais importante investimento para quem vai enfrentar o inverno glacial, ESPECIALMENTE SE VOCE FOR MORAR NUM LUGAR FRIO.  Compre da melhor qualidade que puder encontrar. Eu prefiro os produtos da Smartwool que sao feitos de la merino pois sao anti-bactericida, nao deixam cheiro, e a textura é como se fosse malha de algodao comum, com a grande vantagem de aquecerem bem. Já falei sobre eles aqui.  Se é só uma viagem rápida e voce nao quer investir em algo muito caro, compre numa dessas feirinhas de artesanato uma legging de la - que fique realmente justa - e use uma camiseta de lycra, um top de fazer ginástica mesmo, ou uma meia-calca cortada nos fundilhos vestida como camiseta (é sério!), desde que fiquem justas ao corpo. A manga curta ou longa, voce determina de acordo com o tamanho do seu frio.

A camada intermediária é o vai realmente proteger voce do frio. Pode entao usar o pullover de la, fleece, cashmere, o que for, pesado na medida do seu conforto. Essa camada nao deve ser tao justa quanto a primeira, mas deve ainda manter contato com ela e nao ser de algodao, pelo mesmo motivo explicado acima. A camada intermediária vai absorver a humidade da primeira base, e transferi-la para a próxima camada, ou evaporar mais facilmente.  É essa a camada que voce irá usar em ambientes fechados, se for tao friorento quanto eu.
Exemplo de camada intermediária: fleece com camisa de la por baixo.
Porém, o jeans esfria, principalmente quando tem vento.

A próxima, chamada também de outer layer, ou camada de superfície, é o que vai completar a protecao contra chuva, vento e voce deve escolher o material mais adequado a atividade que voce irá praticar: se for esquiar, fazer caminhadas, passear no shopping, ou só pular do carro para um lugar fechado, sem muito contato com o ar livre.  Pode ser um sobretudo de cashmere ou la, um piumino (aqueles casacos de plumas, que deixam voce parecendo o boneco Michelin), casacos de Goretex.  O famoso casaco de couro, muito usado no inverno brasileiro, vai deixar voce numa fria, literalmente, se achar que pode usá-lo num inverno glacial - a nao ser que seja forrado de la ou peles de animais.  Lembre-se que se voce for passar a maior parte do tempo em ambientes fechados, é bem possível que essa última camada fique mesmo é no seu braco.

Meu piumino querido, sobre a jaqueta de fleece e calca e botas impermeáveis, para caminhar na neve.
Um frio do cao, mas bem confortável.

Como o assunto é extenso, no próximo post eu falarei sobre como proteger as extremidades: pés, maos, pescoco e cabeca.  E o que fazer com o aquecedor dentro de casa.

01/11/12 - Este post tem um "apendice" aqui.

Todos os posts sobre o inverno podem ser encontrados nessa página.

***

2 comentários:

Carlinha Salgueiro disse...

Gostei da postagem Vicky!
Guardei pra ler agora!
Como eu tinha comprando roupas de camping pra um namorado, que gosta de montanhas, eu aprendi este básico e, desde então, aprendi a evitar as "bases" de algodão no inverno, mesmo sendo só aqui no Brasil.
Chocante isto, né?
Instintivamente achamos que o algodão protege (e aquece) mais, mas o efeito rebote de segurar a umidade é friaca, na certa!
Vou esperar as próximas dicas!
Beijos!

Vicky disse...

Pois é, Carlinha, por isso que eu senti tanto frio em Londres, durante anos. A primeira vez que ouvi falar dessas coisas foi com meu marido, que sempre morou em lugares frios e faz(ia) todo tipo de esporte maluco ao ar livre. Ele me deu um "enxoval" completo de Smartwool de presente de casamento. E desde entao eu nunca mais senti frio, e as minhas camadas de casacos ficaram bem mais leves. E o inverno aqui no deserto é muito mais frio do que em Londres.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin