Picture SNOWSHOEING IN SANTA FE (NEW MEXICO, USA, March 2010)

Vicky Mundo Afora ou Mundoafora? Nao importa. É vida de imigrante. O mundo eh tao grande. Por que deveria passar minha vida inteira no Rio de Janeiro? Preciso viver e falar outras linguas, viver com e como outras pessoas. Um dia eu volto. Para onde? Ora, para casa. Onde eh casa mesmo?



Picture credits on this blog go to my lovely husband, who has never enough of beautiful and interesting views all over the world. If a picture is not his, it will be linked to its original source.

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Dicas de Beleza - Eu Também Entendo Dessas Coisas

Dicas de beleza, frescuras e afins sao comigo mesma! Vícios do ofício - 5 anos vendendo cosméticos em Londres e testando de tudo na pele e nos cabelos (sempre de graca, morram de inveja!). Hoje tem mais pitaco meu no blog da Cinthia, Makeup Atelier. Entra lá e dá uma conferida. E essa nao foi a primeira vez: tem mais aqui, quando comentei sobre um produto da LÓreal de protecao solar para os cabelos, e aqui, quando falei sobre o meu sabonete anti-acne para o rosto, tudo de bom.

Se eu fosse listar todo palpite que dou em blogs e fóruns de frescuras essenciais femininas, teria que fazer um outro blog dedicado ao assunto. Hummm, nao, essa definitivamente nao é a minha praia. Prefiro ficar livre para falar de generidades imigracionais (e , Dr. Houaiss nunca vai me perdoar por essa. Infame, eu sei).

Minha melhor dica? Nao use secador e nem chapinha. Lave seu cabelo a noite e durma de touca. Nao se esqueca de virar o lado do cabelo, nao aperte muito, e nao se estresse se nao estiver uma ciencia exata. Tampouco precisa alternar um grampo por cima e outro por baixo. Eu só uso 3 por dentro, o resto vou colocando por fora mesmo, e quando vai dando volta na cabeca, eu uso o grampo que já está lá. Voce quer o cabelo natural e com balanco, certo? Quando se tenta a todo custo colocar cada fio debaixo de grampinho o resultado é um cabelo espigado e tao feio quanto uma escova mal-feita.



Nao tem nenhum vídeo no Youtube que mostre do jeito que eu faco. Esse é o que eu achei mais didático e  gosto do jeito que a menina apresenta, nao inventa muita frescura que nao existe. Mesmo assim eu nao concordo com várias coisas que ela fala, mas cada um vai fazer de um jeito porque nem todas as cabeleiras sao iguais - cabelos diferentes, técnicas diferentes. Só me dói na alma mesmo é ter que ler esse "Toca" que ela registrou no título (eu sei, Dr. Houaiss, mais uma dessas e o senhor sai do túmulo. Pode deixar.).

Ainda sobre o relevantíssimo (tá bom, já sei!) assunto TOUCA,  tem um outro vídeo que nao explica nada: é uma maluca rindo e colocando grampos aleatórios no cabelo, sentada numa cama, em um quarto escuro. MEDO!  E tem outro ainda onde aparece uma feliz da vida por ter descoberto o mundo maravilhoso da água oxigenada, se achando a última bolachinha do pacote, e falando da touca como se fosse o segredo da bomba atomica. Digamos que nao faz o meu estilo. O que nenhuma delas fala é que TEM que virar o cabelo, senao fica uma marca esquisitíssima. Para evitar essa marca, EU prefiro partir o cabelo acima da orelha (igual careca que deixa os fiapos crescerem nas laterais e joga por cima da cabeca para fingir que tem cabelo, sabe?). Um pouco para a esquerda, um pouco para a direita. Pronto. Sem stress e nem complicacao. E nem ciencia exata.  Falei tanto, que to achando que deveria fazer um vídeo eu mesma. Será?

***

2 comentários:

Ludy disse...

eu juro que desacreditei um pouco quando comecei a ler.
minha mãe é adepta da tal touca há muitos e muitos anos e apesar das tentativas dela - nunca aprendi.
sucumbi ao alisamento por muitos anos e agora depois de quase 10 de alisamento eu acho que tá na hora de dar um "refresco" pro meu cabelo que é ruim demais, mas é meu.
adorei, ri bastante e prometi a mim mesma que tentarei.
uma coisa é fato: o acabamento de um cabelo liso de touca é o mais bonito que já vi, não tem pra escova, chapinha, bob, name it...

Vicky disse...

Ludy, que bom que voce resolveu dar um refresco para o seu cabelo. Hoje mesmo estava falando com uma amiga, eu nem tenho secador em casa. Chapinha entao, nem pensar. Em Londres uma amiga disse que me queria me dar um secador de presente. Eu pedi para ela trocar por uma bandeja de coxinhas ou kibes, do mercadinho brasileiro. Eu nao gosto de secador mesmo, quando corto, saio do salao com o cabelo pingando. Só que no Rio o meu cabelo era um ondulado lindo, eu nao usava creme algum, só o shampoo e água gelada, e era lindo. Mas mudando de país, tive que usar condicionador novamente, fazer massagens, e o cabelo tá sempre com um frizz ridículo, e fica feio mesmo. Sem contar que nao tenho mais 20 anos, pode dobrar isso, e tudo comeca a deteriorar no corpo, tenho a impressao que comeca mesmo pelo cabelo.

Minha mae fazia touca quando usava cabelo comprido, e eu sempre achei o supra-sumo da ciencia, nao conseguia fazer em mim mesma nem por decreto. Mas quando eu PRECISEI fazer alguma coisa para melhorar a aparencia do meu cabelo e nao queria usar calor de jeito nenhum, saiu. No auge do desespero, comprei grampinhos (dos grandes), pedi para minha mae mostrar, via MSN mesmo, como fazer a bendita touca pela bilionésima vez. Fui fazendo sem espelho, olhando pra ela pela camera e ela dizendo se estava certo ou nao. Aí eu descobri o cúmulo do meu retardamento: se é pelo tato, a touca sai. Se olho no espelho, vai ficando muito perfeitinha e o resultado final é feio...

Nao desista, tente mesmo e nao se preocupe em deixá-lo perfeito. Com o tempo voce vai se entendendo com seu cabelo e descobre qual a melhor técnica para fazer no seu caso. Mas sem stress. Se ficar tudo torto, dá uma gargalhada, olhando no espelho. O cabelo ficou marcado? Faz um rabo de cavalo ou coque naquele dia e faz outra touca quando voltar para casa (nao precisa ter o cabelo recém-lavado para isso). Depois me conta como saiu. Beijao.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin