Picture SNOWSHOEING IN SANTA FE (NEW MEXICO, USA, March 2010)

Vicky Mundo Afora ou Mundoafora? Nao importa. É vida de imigrante. O mundo eh tao grande. Por que deveria passar minha vida inteira no Rio de Janeiro? Preciso viver e falar outras linguas, viver com e como outras pessoas. Um dia eu volto. Para onde? Ora, para casa. Onde eh casa mesmo?



Picture credits on this blog go to my lovely husband, who has never enough of beautiful and interesting views all over the world. If a picture is not his, it will be linked to its original source.

Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Eu Sempre Me Amarrei

Desde quando eu tinha uns 16, 17 anos que eu sou adepta de qualquer coisa enrolada no meu pescoco (sem baixarias, por favor!). Engracado é que colares me incomodam, mas lencos e echarpes sao a minha paixao. Se enquanto morava no Rio todos esses panos eram apenas acessórios para modificar meus looks simplezinhos, quando mudei para a Europa a coisa mudou de figura, e tecidos. Em todo caso, essas amarracoes sempre foram minha marca registrada, e sempre tem alguém me presenteando com lencos, cachecóis, echarpes, em todos os hemisférios. Sao sempre bem vindos, acho que é o tipo de coisa que nunca é demais no armário. Podem me dar sempre, nao se acanhem.


(as fotos acima estao uma bagunca, mas dá para voces terem uma idéia do que estou falando)

Acredito que esse hábito deve ter alguma explicacao na neurose de frio que sempre foi a marca registrada da minha família em NITERÓI (isso mesmo, no Rio de Janeiro, a beira da praia). Sempre lembro que a minha mae, na hora de dormir, enrolava uma fralda de pano com alcoól no meu pescoco todas as vezes que eu tinha tosse. E isso me acalmava mesmo. Talvez seja a versao "comfort clothing" familiar. No entanto, essa mesma mae zelosa, num ápice de criatividade e cuidados extremos, deu origem a uma famosa piada interna, da qual eu mesma fui a protagonista: verao, década de 70 (nao lembro quando), meu tio vai levar todos os primos juntos para a praia. Quando ele chega no meu portao, eu pronta de biquini carregando meu baldinho de areia, minha mae vem correndo aflita com o meu poncho vermelho nas maos. Ela me entrega aquela preciosidade e diz: na praia venta muito, entao mantenha o capuz na cabeca para nao pegar um resfriado. Menininha obediente que eu era, assim eu fiz. E nao tem um único primo que nao se lembre disso até hoje, principalmente nas horas mais impróprias.

Tudo isso para chegar onde o post mais me interessa. Como eu tenho uma colecao de várias formas, tecidos, tamanhos e caimentos, eu estou sempre colecionando sugestoes de amarracoes diferentes - bendita internet! E precisava de um lugar mais "a mao" para manter os vídeos que eu gosto. Portanto, esse post é para mim mesma. Que me desculpem aqueles que acham lencos uma chatice. Aqui vao alguns dos vídeos que eu gosto, para retornar sempre que precisar.













Para os que gostam, divirtam-se!

***

3 comentários:

Vicky disse...

Realmente, as echarpes sao uma extensao do meu corpo. No verao, quando nao se tem sossego de sentir calor em paz, tenho que andar com alguma na bolsa sempre, para me proteger dos AC infernais.

Vânia Gex-Fabry disse...

Olá tudo bem?
Vi que você visitou o meu blog, seja bem -vinda.
Como você deve ter visto no meu blog, amo de paixão todos os tipos de pano que enrola no pescoço! rs
Seu blog também é super legal.
E que foto linda essa da aparesentação!
beijos
Vânia

Vicky disse...

Oi Vania! Nossa, eu to viciada no seu blog. Fiquei na saudade de nunca ter ido morar na Franca, entao relembro o que eu gosto e descubro outras coisas pelos posts que voce escreve. O maridao nao fala frances (e nenhuma outra língua além do ingles), entao nao posso nem dar uma idéia de irmos para a Franca. Acho que essa vai ficar para outra encarnacao. rsrs

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin