Picture SNOWSHOEING IN SANTA FE (NEW MEXICO, USA, March 2010)

Vicky Mundo Afora ou Mundoafora? Nao importa. É vida de imigrante. O mundo eh tao grande. Por que deveria passar minha vida inteira no Rio de Janeiro? Preciso viver e falar outras linguas, viver com e como outras pessoas. Um dia eu volto. Para onde? Ora, para casa. Onde eh casa mesmo?



Picture credits on this blog go to my lovely husband, who has never enough of beautiful and interesting views all over the world. If a picture is not his, it will be linked to its original source.

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Eu vou morrer de fome nesse lugar

Sempre ouvi falar que a comida inglesa é horrível. Nao é, ela é sem graca. Falta um pouco de sal, alho e cebola, claro. A comida é boa, tem vegetais em quase todos os pratos típicos, nas comidas de pub. Mesmo o Bangers&Mash (linguica temperada com pure de batatas) é uma delícia na maioria dos lugares. Rapidinho eu me adaptei a comer em Londres e logo, logo me virava e sabia o que comprar para comer e onde ir se fosse comer fora.

Quando era crianca eu era extremamente problemática para comer. Hoje em dia eu vejo o quanto, e vejo também quanto milagre meus pais fizeram para que eu comesse coisas de qualidade entre as minhas sessoes de bife com batata-frita.

Bem, comida nunca foi dos capítulos mais fáceis na minha vida. Meu sonho era existir uma pílula que substituísse comida MESMO. Como isso nao é possível, morando sozinha eu fui criando meus rituais para fazer o ato de comer ser um pouco mais agradável (isso nunca vai ser um passatempo para mim - tá mais para sessao de tortura medieval). Minha cozinha tem que estar impecavelmente limpa e todos os meu utensílios idem para eu poder comecar a cozinhar. Senao eu nao cozinho. A mesa tem que estar idem! Em Londres eu tinha um joguinho americano e uma bandeja de perna especiais para poder comer. Jantar só comeca com a mesa posta e um guardanapo ao lado do prato, e copo sobre o porta-copos, senao eu nao como.

Tudo bem, isso é na minha casa, onde eu tenho as coisas do meu jeito, se vou a outros lugares, eu me adapto. Hoje, no entanto, a situacao é meio crítica: na casa dos sogros cuidando do sograo que nao está bem de saúde. Eu já tinha ouvido falar que a comida nos EUA é horrível, e já vim aqui outras vezes, já havia experimentado o horror, mas sempre fica a esperanca de que vivendo no lugar as coisas nao sao tao ruins assim.

Eu amo carne e nao tem coisa melhor no mundo do que um churrasco bem feito (ave gaúchos!) mas até o churrasco esse povo aqui consegue estragar. A carne fica envolta num caramelo que provoca ansia só de olhar. O gosto é pior do que a imagem. Mas catástrofe mesmo, comida mexicana, uma eca que no Rio apareceu como moda uns anos atrás e logo sumiu - mais uma prova que Deus é brasileiro - aqui no NOVO MEXICO, como se pode imaginar, nao dá para escapar. E é esse coco que a minha sogra cozinha todo dia. E eu sou vetada na cozinha, nem lavar um copo eu tenho permissao...

Com 340 de colesterol total, tendo que fazer dieta e tomar sinvastatina, com o nível de stress nas nuvens, eu tenho que escolher entre comer bacon com batata-frita no café da manha ou passar fome. Sinceramente, tem dia que eu prefiro ficar com fome. O que me salva é o café-com-leite que preparo antes da sogra levantar, umas torradas de um pao "integral" (integral pra esses chicanos daqui. grrrrr) e umas mariolas que trouxe do Brasil. Aos poucos vou encontrando coisas mais saudáveis que posso comer sem ter que cozinhar: yogurte, salada, humus. Queria encontrar granola, mas no mercado "normal" nao existe: ontem minha sogra comprou ceral "High School Musical" pro meu marido. Algum antepassado meu deve ter jogado muita pedra na cruz...

***

9 comentários:

Barretoviski disse...

Vicky... você me mata de rir!

Comer no exterior e sofrer no interior!
Sei o que é isso, mas por sorte minha mulher é um AS na cozinha e conseguimos comer algo de Brasil.

Sorte e abaixo o colesterol!

ahahahahahahahahahah

Zilda Santiago disse...

Tadinha!!Eu diria que vc não só jogou pedra na cruz,como vomitou na Santa Ceia...rsrsrsrsrsrsr Beijão Vicky!

Família Bastos disse...

Lindona, acostumar com a comida nos EUA eh osso mesmo. Conselho que salva a barriga e economiza no bolso: ao inves de comer fora, compre uma slow cooker e comece a cozinhar em casa, com seus proprios temperos. La em casa, eu uso apenas alho e cebola. Macarrao, eu faco o meu proprio molho ou compro da marca Prego (original) e incremento com cebola, alho, carne e afins.
La na comu das Mamaes nos EUA tem sites com receitas simples de slow cooker. Nao abro mao do meu feijaozinho brasileirissmo.
Bjs

Ann Moeller disse...

Oi Vicky, voce andava sumida,rs
Tambem tenho que admitir, que estou me acabando de rir...nunca fui fa da Terra do tio Sam, mas, agora voce me fez ver as coisas por um outro prisma, que e pior do que eu imaginava,rsrsrsrs
Boa sorte por ai e como disse o amigo ai de cima, abaixo o colesterol,porque tambem tenho o danado alto e sei como e dificil para tentar domina-lo,rsrs....se quiser te mando granola, me manda teu endereco.....xx

Ana Claudia Lintner disse...

Vicky,
eu tambem preciso ir pra cozinha e "fabricar" o de comer... mas ja encontrei algumas coisinhas legais por aqui. Fica a dica>

* Granola e cereais, procure no mercado pela marca Kashi

* Crackers: Wheat Thins toasted chips (adoro o Great Plains multigrain e o de queijo. Mas o multigran e mais basicao e pra toda hora).

* Procure um Market Whole Foods ou Bether Healthy ( sao mais caros, mas num dia que vc se encheu ai, va la e compre um treat pra voce).

Beijos e good luck!

Vicky disse...

Zilda, disse tudo! Devo ter vomitado muito...

Julia, eu tenho minha slow-cooker empacotada no porao. É que a casa nao é minha e nao posso fazer o que preciso ou quero do jeito que quero ou preciso.

Aninha, vou procurar essas marcas. Gosto de ir no Trader Joe's. Só preciso é resolver minha grande deficiencia: nao sei dirigir. Isso atrapalha um bocado, até porque estou morando na roca.

Ann, obrigada de coracao. Essa semana encontrei uma coisa parecida com granola, vou tentar comer. Quando for para a minha casa eu mesma vou preparar a minha, enchi!

Juliana W. disse...

Oh, prima.....

Em Miami esse problema nao existe, THANK GOD! Se acha de tudo, de qq lugar do mundo, nos mercadinhos pequenos e grandes! Ja tentou comprar produtos brazucas e afins por internet? Muita gente faz isso!!!!! O sobrinho de minha sogra compra ate pate Macedonio por internet!!!!!!!!! E vc ta nos USA, ne babe?! Da uma "googlada" e vc vai ver q pode encontrar maravilhas!!!!!!

beijao e boa sorte!
Ju

Carlos, um jeito tabajara de ver a vida disse...

Eu imagino o quanto esta comida deve ser ruim. Realmente, a mariola deve estar ajudando muito. Adoro mariola, e de vez em quando compro um pacote aqui perto de casa. Força, Vicky, força. Aliás, so para te deixar com agua na boca, aqui perto da minha casa, na esquina, todo sia tem um churrasquinho. nao aguento, lá pelas dez desço e compro dois.
Abraço!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Vicky disse...

Churrasquinho? Nao faz isso comigo nao! E a mariola um dia tem que acabar, né? As minhas eu comprei na própria "fábrica" lá na subida da serra de Friburgo, em Cachoeiras. A dona mandou a gente entrar, deu umas bananas secas pra gente ir comendo enquanto ela embrulhava as mariolas. Depois trouxe uns bombons recheados de banana também, e acabou embrulhando um pacote a mais do que a gente havia pedido. Bom demais!!!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin