Picture SNOWSHOEING IN SANTA FE (NEW MEXICO, USA, March 2010)

Vicky Mundo Afora ou Mundoafora? Nao importa. É vida de imigrante. O mundo eh tao grande. Por que deveria passar minha vida inteira no Rio de Janeiro? Preciso viver e falar outras linguas, viver com e como outras pessoas. Um dia eu volto. Para onde? Ora, para casa. Onde eh casa mesmo?



Picture credits on this blog go to my lovely husband, who has never enough of beautiful and interesting views all over the world. If a picture is not his, it will be linked to its original source.

Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Politica e TV Fora do Brasil

Politica e TV Fora do Brasil

Ja ha algum tempo eu tenho andado bem enjoada das coisas, por um milhao de motivos. Dentre esses, a falta de uma vida ativa, como sempre tive, pois ainda nao tenho permissao para trabalhar. Adoro cuidar da minha casa mas, ser dona de casa em tempo integral eh invencao do demo! Nao consigo pensar em pior ocupacao, principalmente porque dependendo da familia que voce tem, trabalha feito um burro de carga o dia inteiro, e quando para, parece que nada foi feito. Da um desanimo... Enfim, bom proveito para quem gosta, mas viver as custas de marido, pra mim, eh penitencia, e nao, meio de vida. Alem de que, sempre tive a impressao de conseguir fazer muito mais dentro de casa quando saio para trabalhar e volto tarde da noite, para ainda preparar janta e colocar roupa na maquina.

Por essas e outras que por muito tempo andei afastada de coisas que sempre gostei, e agora tenho procurado me envolver novamente com o que me agrada. Ja que nao saio para trabalhar, faco a minha rotina enviesada, ja sempre fui muito mais coruja do que cotovia: durmo ate tarde, tomo cafe da manha quando eh quase hora da janta, arrumo cozinha e cozinho depois que ja escureceu, coloco roupa na maquina de madrugada, e assisto os melhores programas na televisao durante a madrugada. Vou dormir 6 ou 7 da manha. Na Inglaterra eu tinha a BBC para assistir. Aqui, tenho a PBS, com varios programas bons, e os principais, nao por acaso, sao producoes da BBC. E essa programacao tem me ajudado a me reconectar comigo mesma.

Quase de manha, assisto a ME TV, um canal que soh tem series de televisao do tempo do onca. Sao varios programas que nunca vi no Brasil e hoje sao meus favoritos, como The Odd Couple, Family Affairs e The Beverly Hillbillies, e alguns outros que passavam quando eu era crianca demais para apreciar, Mission Impossible, Mash, Kojak. Na PBS tem um programa de culinaria que eh uma maravilha, com o Jacques Pepin, todos os seus pratos parecem deliciosos. O unico programa onde o chef sabe a diferenca entre sal e acucar, mesmo sendo um frances. Porem, o melhor de tudo, sao os programas que abordam assuntos que sao a minha essencia, onde eu consigo recuperar o que sempre fui : Historia, Politica, Classicos da Literatura, programacao da Metropolitan Opera/NY, sao meus preferidos.

Esses ultimos dias eu comecei a prestar atencao nas eleicoes americanas. Politica sempre foi essencial na minha vida, analise de comportamento e discursos de candidatos, historia politica, eu vou as nuvens. Nunca havia me interessado pelas noticias politicas dos EUA porque nunca pensei em vir para ca, e nem fazia parte das minhas futuras intencoes de pesquisa (eu nao sou Cientista Politica a toa, ne? Se estudei tanto eh porque gosto muito). Agora, ja que estou morando aqui, tenho que saber o que se passa. E estou fascinada pelos debates que tenho assistido na televisao. Nao me lembro de ter assistido embates tao interessantes no Brasil.

Gosto de perceber as contradicoes nos discursos, as inconsistencias, as estrategias de defesa. Gosto das coisas que o Romney fala, mas nao consigo acreditar nele. Barack Obama eh um pessimo orador de improviso, ele faz boa figura declamando algo que decorou e estudou previamente, mas quando confrontado com perguntas que nao o deixam confortavel, a estrategia dele eh dizer que o oponente nao sabe o que fala. Se voce nao estiver tomando partido de nenhum dos lados, eh facil perceber essas armadilhas e estrategias de discurso, mas quando voce eh claque dos partidos, eh claro que vai dizer que o seu candidato eh o melhor estrategista. Na verdade, o discurso-espetaculo nao eh o verdadeiro conteudo, eh uma arma para impressionar indecisos, o conteudo deve estar presente de forma mais clara nos programas de campanha. E mesmo assim, nao tem como exigir que sejam postos em pratica depois das eleicoes, a nao ser que voce seja interessado o suficiente, para estudar a situacao e nao votar novamente baseados somente nas palavras ditas.

Agora me diz, quem no Brasil se da ao trabalho de investigar essas coisas (alem dos academicos, claro)? Aqui tambem nao, mas pelo menos os debates nao sao tao superficiais, e a investigacao eh mais facil e acessivel para o eleitor comum.



***

Nenhum comentário:

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin